Total de visualizações de página

"O GUARDADOR DE REBANHOS" ALBERTO CAEIRO


(...)Pensar incomoda como andar à chuva
Quando o vento cresce e parece que chove mais.


(...)Amar é a eterna inocência,
E a única inocência é não pensar...

antoniopais1.blogspot.com

!-- Facebook Badge START -->Antonio Pais

HUMANA

HUMANA
ESCOLHI-TE COMO A IMAGEM DE TODAS AS PESSOAS QUE TÊM SIDO A RAZÃO DA MINHA NAVEGAÇÃO NA BLOGOSFERA

ANTÓNIO PAIS

A inocência de um escritor-menino...

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

pai na Terra...PAI no Céu

Para ti : ISABEL LASSUTA MONTEVERDE
(Artista Maldito)
pai
à distância dos anos
de tanta dor reprimida
abri-me hoje à tua vida...
pai
à distância dos anos
tomo hoje conhecimento
abri-me ao teu sofrimento...
pai
à distância dos anos
se quem os tem tem cadilhos
abri-me à dor dos meus filhos...
PAI
à distância do Infinito
se ao meu pai deste um cantinho
aos meus filhos abre um caminho...
O teu saudoso pai estará, certamente, presente no Bloco Operatório. Dá beijinhos de todos nós a esse grande pai e grande poeta.
Volta depressa

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

RECOMPENSADO

Este poema é uma singela homenagem a uma boa amiga:
ISABEL LASSUTA MONTEVERDE
blogue: ARTISTA MALDITO
com o mais profundo desejo de sucesso na intervenção cirúrgica a que vai ser submetida e rápida recuperação
Precisamos de si ARTISTA MALDITO.
Preciso de si ISABEL



RECOMPENSADO

Enamorei-me
P' la brisa fresca
E o cheiro a mar
Nas manhãs cinza
Dum Verão na Praia Grande

E fui beijado por ondas de espuma

Apaixonei-me
P' lo pôr-do-Sol
Pintando o capim
Nas tardes quentes
Da guerra em África

E fui iluminado p' lo Cruzeiro do Sul

Encantei-me
Com uma mulher linda
De olhar doce
Penetrando-me a mente

E fui agraciado com sorrisos dum Anjo



sexta-feira, 24 de outubro de 2008

AS RECTAS em F-r-a-g-m-e-n-t-o-s________:)

Com o respeito e admiração que tenho pela nossa querida amiga da blogosfera : BETTY BRANCO MARTINS (blogue: Fragmentos), atrevo-me a publicitar aqui o seu lindíssimo e interessante blogue, que vivamente recomendo. Uma poetisa de rara sensibilidade e... DIFERENTE.
O que abaixo publico não é uma crítica ou sátira, mas sim uma singela homenagem.



BETTY_____(LINdA)


E assim repousO nas________rectaS
De tão________rectilínea escritA
De estradaS longaS, ________sem metas
E numa viagem________bendita (!?)...




Ao fundO imagem douradA
Com cabelOs sOltoS________ ao ventO
Pela praiA________emOldurada
E________reTenho este mOmento (...)






São os Frag // mentos da VidA
________Uma recta________Ali e s t e n d i d a________
Hífen. aspas e________záS ! Um conto !


Nesta viagem........que prossigO
________Em rectaS________isentas de perigO________
Só travoooooooo........encarando um pontO !!!!!!!!


Poeminha escrito em 2005 e que, agora, me faz lembrar, pela sua forma, aqueles com que a BETTY nos delicia:

_____ABISMO IMAGINÁRI
I
I
I
I
I
I
IO
este abismo
sempre presente
e o eco
da minha voz
que somente o meu eu
consegue ouvir
quando grito
que te amo.


quarta-feira, 22 de outubro de 2008

A MINHA RELAÇÃO COM O ARTESANATO


AMIGOS

Por ocasião da fuga da mãe dos meus filhos e dedicado ao MÁRIO GAMA, o OLEIRO do Arripiado (Chamusca) e à MARIA JOÃO, sua esposa e Presidente da Associação onde participei, com muito amor, no acompanhamento a crianças e adolescentes com dificuldades psicomotoras.


AMIGO !

Gritei fugindo ao castigo...
Logo abriste o teu postigo
E quando me viste mendigo
Arrastaste-me contigo
E no teu Lar vi abrigo
Livraste-me do perigo !

AMIGA !

Entendeste a minha vida...
À minha alma ferida
Com amor limpaste a ferida
À minha esperança perdida
Mostraste-me uma saída
Quando me deste guarida !

AMIGO ! AMIGA !

Somos cúmplices no sofrer
As dores que no seu entender
Deus nos deu para vencer
E Ele está atento a ver
Se a nossa força, o nosso querer
Não nos farão retroceder...

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

DEIXEM-ME DORMIR...

Adormecer...
Ai, adormecer !...

Num sono calmo, distante
em imaginária placenta
p' ra onde sôfrego m' enrolo
fugindo ao que m' atormenta:
problemas, preocupações
ou temores e frustrações
tudo aquilo que enfim
é tão mau e s' instalou
à volta e dentro de mim

Mas as auroras...
Ai, as auroras !...

Essas não são boreais
são fumo e fogo reais
queimando-me a cabeça
em tamanha compressão !
E atabalhoadamente
rezo p' ra que não aconteça
inesperada explosão !!!


quinta-feira, 16 de outubro de 2008

DISCERNIMENTO

Poemazinha simples, rural, popularucho... mas arrancado do âmago da Alma, dedicado às amigas e amigos que não entendem como a palavra "amor", "querida" ou "querido" pode conter pureza de intenções, porque o blogue não é local de " procura namoro", mas de partilha de ideias, solidariedade, emoções, sentimentos...


Rezei à minha Santinha
A da minha devoção
Jurei amor à alminha
Dentro do meu coração

Sei bem quant' ela me ama
No seu amor universal
Não pensei tê-la na cama
Ela sabe-o, afinal

Que absurdo pensar
Grosseiro este comparar
Há quem não entenda tal

Amar é desprendimento
Discernir todo o momento
O amor incondicional


quarta-feira, 15 de outubro de 2008

ANJO NEGRO

Extraído do livro "Pétalas Caídas - Sonhos e Vidas", com prefácio de Margarida Rebelo Pinto, poema que me foi gentilmente oferecido pela minha amiga poetisa Otília Filomena Ferreira.

ANJO NEGRO

Anjo negro, a negra dor que em mim descansa,
De asa largas, cor do calmo anoitecer
Anjo negro dos meus sonhos, do meu ser,
Que anda sempre comigo e não se cansa

Anjo triste como um triste entardecer,
Anjo-morte dos meus sonhos de criança,
Anjo negro de olhos-mágoa à flor da esperança
Passo a passo, sem de mim se desprender

Anjo negro, no silêncio, mas que importa!
Seja dor, sombra, quimera ou tarde morta,
Pudessem todos ter, como eu, um anjo assim

De asas largas, sobre o vento, os olhos de água
E voar além da dor, além da mágoa,
Como o anjo, todo negro, que anda em mim...

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

LÁGRIMAS DE SABOR A MAR

Hoje, o carteiro tocou três vezes. Trouxe-me o livro da poetisa NATÁLIA BONITO (blogue: Estradas Repletas), intitulado "A JANELA DESTE MAR".
Estou feliz


Calou-se o ruído !
Só um leve zumbido
A encharcar-me a audição :
É o zumbir do silêncio
A cantar-me à lembrança
Melodias na tua voz distante

Toldou-se tudo !
Só uma incómoda névoa
A turvar-me a visão :
Névoa nascida das lágrimas
A escorrerem-me na face
A salgarem-me os lábios
Lembrando-me o sonho
Em que aquela onda nos engoliu...

2001

domingo, 12 de outubro de 2008

CONTOS DA GUERRA COLONIAL

Cara(o)s amiga(o) que fazem o favor de lerem os meus trabalhos

São pouca(o)s a(o)s leitora(e)s que têm vindo a fazer o favor de lerem os Contos que até agora publiquei. Reparo, com satisfação, que os mesmo são muito apreciados embora firam a sensibilidade das pessoas. Não foi esse o meu objectivo quando os escrevi e enviei para uma Editora que, provavelmente, não os vai publicar. Mas são reais, contemporâneos, e as pessoas, com mais ou menos idade, não têm outra oportunidade de conhecerem aquilo por que nós, enquanto miúdos a partir dos 18 anos de idade, sofremos, deixando, àqueles que tiveram a felicidade de regressar, sequelas gravíssimas. Só quem convive com eles se apercebe do estado de degradação psicológica e física dos ex-combatentes. A Susana B. (blogue: palavras que me tocam) defendeu a sua tese de mestrado após ter convivido vários meses com indivíduos portadores da doença: Perturbação Pós-Traumática do Stresse de Guerra. É muito eloquente o seu comentário aos meus contos. E os familiares (esposas, filhos...) desses homens que também têm vindo a receber tratamento psiquiátrico e psicológico nos hospitais e Associações de Ex-Combatentes? Os ex-combatentes, na generalidade, dedicaram-se ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Estão uns farrapos humanos!
Além dos Contos publicados em Contos da Guerra Colonial e Contos da Guerra Colonial II, está um outro muito interessante, que publiquei por engano em tentativas poemáticas (Agosto, no final da página) e intitulado: Um Negro Bué da Fixe.
Por favor leiam e deixem o vosso comentário. A todos responderei com os esclarecimentos que vos aprouver solicitar.

Obrigado

sábado, 11 de outubro de 2008

ESCLARECIMENTO POEMA "DIAGNÓSTICO"

Em virtude das incertezas que me têm vindo a ser anunciadas pelas pessoas que fazem a gentileza de lerem os meus trabalhos, cumpre-me dar uma explicação. As pessoas são tão queridas que pensam que a origem do poema está na morte de alguém que me foi querido, ou até que me tenha sido descoberta doença grave. Muito obrigado a toda(o)s.
O poema é dedicado a uma mulher quando confirmo estar apaixonado. Mas é uma paixão proibída!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

DIAGNÓSTICO

Os sintomas apontaram a doença
Mas não a confirmaram
As análises
Essas sim
Repetidas, comparadas
Ditaram com frieza
O diagnóstico indesejado (?)

Abrir-se-me-ão chagas
Profundas, dolorosas
Teimosas em cicatrizar

O remédio de tempo feito
Acabará por vencer
Embora saiba que as marcas
Indeléveis
Me acompanharão
Por toda a eternidade

domingo, 5 de outubro de 2008

tentativas poemáticas

A toda(o)s aquela(e)s que fazem o favor de me privilegiarem com as suas visitas informo que as novas publicações encontram-se no blogue:

tentativas poemáticas II

beijos
abraços
saudações bloguistas

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

INDÓMITA MISSÃO




INDÓMITA MISSÃO

Que mérito tem

Um Espírito de Luz
Sentado à sombra etérea
E eterna
Duma frondosa árvore cósmica?

Que mérito tem
Um cometa regenerador
Passando a olhar de soslaio
E egoísta
Pelo nosso planeta azul?

Que mérito tem
Uma trovoada magnética
Descarregada na atmosfera
E fugaz
Fulminando apenas madeira?

Que mérito tem
Um cientista encerrado
Num laboratório secreto
E bélico
Trabalhando em destruição?

Que mérito tem
Uma mulher doutorada
De mente transbordando cultura
E sábia
Não sendo útil ao próximo?

digital clock


Myspace Clocks, Digital Clocks at WishAFriend.com

LISTA COM ALGUMA MÚSICA PREFERIDA


MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

Pesquisar este blog

STATCOUNTER

ESTES PRÉMIOS/SELINHOS FORAM ELABORADOS PARA OFERECER A TODOS OS QUE FAZEM O FAVOR DE ME VISITAREM

ESTES PRÉMIOS/SELINHOS FORAM ELABORADOS PARA OFERECER A TODOS OS QUE FAZEM O FAVOR DE ME VISITAREM

OS PRÉMIOS/SELINHOS QUE TIVERAM A GENTILEZA DE ME OFERECEREM

OS PRÉMIOS/SELINHOS QUE TIVERAM A GENTILEZA DE ME OFERECEREM
ESTÃO A SER TRANSPORTADOS PARA O "TENTATIVAS II"

A NOSSA AMIGA ADRIANA MARQUES. LINDA!!!

DO BLOGUE DA SONIA SILVINO

Create your own banner at mybannermaker.com!

OBRIGADO E PARABÉNS MARINEIDE

PARABÉNS ODETE DAN

PARABÉNS ODETE DAN
MUITAS FELICIDADES

OBRIGADO MARINEIDE DAN RIBEIRO

OBRIGADO MARINEIDE DAN RIBEIRO
Oferta gentil de http://gregapoemas.blogspot.com

DA LINDA POETISA E AMIGA MARI AMORIM

DA LINDA POETISA E AMIGA MARI AMORIM
Muito obrigado, linda Mari

Minha lista de blogs

Quem sou eu

Minha foto
Já lá vai o tempo do "Currículo"... Espiritualista (estudioso, mas não fanático). Voluntariado