Total de visualizações de página

"O GUARDADOR DE REBANHOS" ALBERTO CAEIRO


(...)Pensar incomoda como andar à chuva
Quando o vento cresce e parece que chove mais.


(...)Amar é a eterna inocência,
E a única inocência é não pensar...

antoniopais1.blogspot.com

!-- Facebook Badge START -->Antonio Pais

HUMANA

HUMANA
ESCOLHI-TE COMO A IMAGEM DE TODAS AS PESSOAS QUE TÊM SIDO A RAZÃO DA MINHA NAVEGAÇÃO NA BLOGOSFERA

ANTÓNIO PAIS

A inocência de um escritor-menino...

quarta-feira, 24 de junho de 2009

PRÉMIO/SELINHO



*
PRÉMIO/SELINHO elaborado pela artista plástica Maria Isabel Lassuta Monteverde (blogue: Artista Maldito), em parceria com António Manuel da Silva Pais (blogue: tentativaspoematicas).
.
Amigas e amigos
Foi graças a todos vós que, em menos de um ano de publicações, o meu blogue se encheu de carinhos, elogios, críticas construtivas e Prémios/Selinhos.
A minha Caixa de Entrada de e-mails também está repleta de mimos que guardarei religiosamente.
Muito obrigado a toda(o)s.
*
Não poderia deixar de vos participar que este blogue suspende a sua actividade por algum tempo.
*
Até breve.



terça-feira, 23 de junho de 2009

DUMA

"1927"
.
Óleo sobre tela, 80x80 cm
.
A Revista NOVA GENTE DECO, na sua edição de Julho de 2009, nº. 24, acabou de sair e lá podemos encontrar (ver a sua última publicação no blogue) o "Perfil" desta jovem mas já grande artista plástica, nossa amiga da blogosfera.
.
http://duma-artecontemporanea.blogspot.com
.
PARABÉNS, DUMA



quinta-feira, 18 de junho de 2009

A IMPORTÂNCIA DO SEXO



Recebo e-mails de amigas e amigos com os mais variados temas. A maioria destinam-se a serem repassados. Alguns brincalhões, outros de índole religiosa, alguns deles apenas para me desejaram um "Bom-dia" ou "Bom fim-de-semana". Existem também aqueles de cariz mais sério: denúncias, apelos, petições... (todos vós os conhecem!...). Uma atitude, que não posso deixar de salientar, e que é comum a todos eles: o gesto de amizade.
É óbvio que procedo sempre, com algum rigor, a uma selecção, antes de os repassar.
Este, que apenas em parte publico, foi-me enviado por um bom amigo que tive o privilégio de conhecer na blogosfera. Trata-se dum mail que, regra geral, só reencaminho a algumas pessoas do sexo masculino, pois pode, de algum modo, ferir a susceptibilidade de algumas meninas e senhoras, pelas quais nutro um respeito enorme.
Porém, tratando-se de matéria que todos os órgãos de comunicação social não se inibem de nos impingir, e cuja temática já há muito tempo passou a ser debatida com a máxima naturalidade nas nossas escolas, entendi fazer-lhe uma operação de estética e, como a vida não é só poesia e estou numa maré de pretender e necessitar de descontrair, "entrei no jogo"... sem complexos de culpa.
.
Sabia que p'la pele podemos determinar se uma pessoa é sexualmente activa ou não?
.
O sexo é um tratamento de beleza. Testes científicos demonstraram que as mulheres que têm relações sexuais aumentam a sua taxa de estrogéneos. Esta hormona torna os cabelos brilhantes e a pele macia.
.
Lentamente, as relações sexuais melhoram as dermatites, pruridos e erupções cutâneas. A sudorese limpa os poros e torna a pele resplandecente.
.
Fazer amor queima todas as calorias ganhas durante um jantar romântico.
.
O sexo é um dos desportos mais seguros que se podem praticar. Ele alonga e tonifica todos os músculos do corpo. E é muito mais agradável que nadar 20 piscinas.
.
O sexo é uma cura instantânea das depressões ligeiras. Ele liberta endorfinas no sistema sanguíneo, produzindo uma sensação de euforia e de grande bem-estar.
.
Quantas mais relações tivermos, mais vamos querer.
O corpo sexualmente activo liberta as chamadas "feromonas". Este perfume torna o parceiro completamente lélé!!!
.
O sexo é o tranquilizante mais seguro no mundo! Ele é dez vezes mais eficaz que o Vallium.
.
Beijar todos os dias evita a ida ao dentista! Porque beijar aumenta a quantidade de saliva que limpa a boca, reduz a taxa de ácido que provoca as cáries e previne a produção de tártaro.
.
Fazer amor alivia as enxaquecas. A relação pode reduzir a vasoconstrição dos vasos sanguineos cerebrais.
As relações desentopem o nariz. São um anti-histamínico natural. Combatem a asma e a sinusite.
.
O aviso foi enviado. A "quente fada sexual" virá para vos visitar dentro de quatro dias.
Ela pede para que repassem esta mensagem. (sic)
.


José Eduardo Moniz (director da TVI) e a sua arrogante esposa Manuela "Boca" Guedes (sub-directora da TVI)


José Manuel Durão Barroso, Presidente da Comissão Europeia desde Novembro de 2004, após abandonar o cargo de Primeiro Ministro de Portugal, deixando o país de "tanga", e Paulo Portas (ex-Ministro da Defesa e Presidente do CDS-PP)
Pedro Santana Lopes (ex-Primeiro Ministro); Jorge Sampaio (ex-Presidente da República) e o "engenheiro" (que sempre se recusou a mostrar o diploma que diz passado pela Universidade Independente (encerrada) José Sócatres (actual Primeiro-Ministro)


Padre franciscano Vítor Melícias, ex-Presidente das Misericórdias e do Conselho de Administração de Bancos (entre os quais o Montepio-Geral) e hoje reformado com uma Pensão milionária.
Isaltino de Morais, Presidente "vitalício" da Câmara Municipal de Oeiras, com capital próprio depositado na Suiça e arguido em vários processos com contornos de corrupção.
"Diácono Remédios"
Um aspecto da rábula do humorista Herman José, que ganhou fortunas a dizer e a praticar obscenidades em programas da televisão portuguesa.
.

terça-feira, 16 de junho de 2009

ESCLARECIMENTO PUBLICAÇÃO ANTERIOR



O FUTURO ESTÁ NA NOSSA JUVENTUDE







Relativamente à minha publicação anterior, datada de 14 de Junho, e intitulada: "Liberdade de Expressão ?", cumpre-me realçar que não são os jovens que ponho em causa.

Relaciono-me muito pouco com pessoas da minha faixa etária. Os meus melhores amigos e amigas são amigos e amigas dos meus dois filhos, os quais, fruto da educação e atenção que lhes proporcionei (não esquecendo os professores que ainda recordamos com admiração e saudade), felizmente nunca se deixaram arrastar por modas, enquanto intencionalmente desviantes de comportamentos pouco saudáveis, por parte da sociedade em que estamos inseridos.

Aquilo que pretendi denunciar foi a forma abjecta como quase toda a nossa comunicação social nos tenta sub-repticiamente manipular (sobretudo aos jovens inexperientes e incautos)

É sobejamente conhecido que ainda existem neste "jardim à beira mar plantado" mais de 30% de pessoas iletradas (!!!)

Este país não se limita às suas principais cidades: Porto, Coimbra, Lisboa, Faro... O país real só tem, na generalidade do seu território, à disposição da sua população, 3 (três) canais de televisão: Rtp-1, SIC e TVI. A Rtp-2 é vocacionada para programas de índole cultural. Nem todos têm, portanto, acesso aos canais via satélite ou por cabo.

No meu entender "democracia" é apanágio dos poderosos: daqueles que têm dinheiro.

Após a chamada "Revolução dos Cravos" em 25 de Abril de 1974 já conheci o sabor amargo, dilacerante e revoltante de ver 3 (três) trabalhos literários censurados, um dos quais num programa de sátira social, em televisão.

*

No meu artigo a uma página, publicado no extinto Jornal da Chamusca e do Vale do Tejo, na rubrica Janela Aberta, datado de Fevereiro de 2002, escrevi : “...Com uma precisão impressionante, um ano depois, a mesma estrada que liga a Carregueira à Chamusca voltou a chorar duplamente lágrimas de sangue por outros dois cachopos queridos que morreram...”

Fevereiro...uma vez mais...

.

Não pretendo revolver feridas ainda e nem sempre completamente saradas. Apenas aproveitar a oportunidade para os homenagear e recordá-los na profunda saudade que nos deixaram.

Naquele artigo de Fevereiro ficou escrita uma singela mas muito sentida homenagem a um rapaz querido da nossa terra, também ele motard : O Nelson Campos. Porque o Fevereiro, um ano depois, levou do nosso convívio mais dois cachopos utilizadores e amantes das duas-rodas : os queridos e saudosos Cazé e o Carlitos (Quian).

Fevereiro...uma vez mais...

Os amigos dos meus filhos meus amigos são ! Independentemente do meu mais ou menos próximo relacionamento com eles.

Na pessoa do Luís (o Micha) eu lembrava, à semelhança do que acontece com o seu irmão, a figura dum homem simpático, que tal como o meu pai, foi Carteiro Rural : o saudoso senhor Abel.

O Luís, se Deus o permitir, deixa no ventre da linda e doce Sandra uma parte material da sua curta e dolorosa existência entre nós.

Para a família, para a AVUCA, para os amigos e para os motards deixo este texto singelo mas provido de grande sentimento de pesar.

Porque entendo que muito mais impressionante do que as palmas comprimidas e confinadas ao interior dum estádio de futebol é o arripiante grito de dor e de adeus, ao ar livre, em uníssono, lançado pelas “cordas vocais” dos escapes de alto rendimento que emprestam à embargada voz humana, provenientes da alma dos motards misturadas no trabalhar dos potentes motores das Yamahas, das Suzukys, das Hondas, das Kawasakys...

Os punhos dos aceleradores são puxados insistentemente até aos empanques, levando os ponteiros dos conta-rotações a subirem nervosamente até aos limites do red-line, enquanto que o interior das viseiras dos capacetes de várias cores se vão embaciando e salpicando com o salgado das lágrimas.

É, sem dúvida, um dos rituais mais aterradores, mais comoventes, mais sentidos e mais inolvidáveis que jamais conheci. Esta manifestação de pesar e de despedida só a conseguem entender na plenitude aqueles que já foram ou são motards ; ou aqueles que já tiveram ou têm filhos motards. Por isso há quem diga que ser motard é também um estado de espírito !...

.

domingo, 14 de junho de 2009

LIBERDADE DE EXPRESSÃO?

(imagem do Google)
.

Hoje recebi, através de e-mail, o texto que me atrevo a publicar. O autor é anónimo. Não concordo com o anonimato, mas compreendo-o.
.
O que tem a ver com poesia? - perguntarão!
.
"São essas regiões secretas que nos parece útil explorar. E não é um historiador, mas um poeta que nos servirá de guia." (Louis Pauwels e Jacques Bergier in "O Despertar dos Mágicos".
.
"O que torna o quotidiano ainda habitável e poético são as artes, inúmeras e secretas, da memória e do esquecimento." (Marc Guilhaume).

.
No passado dia 13 passou-se mais um aniversário sobre a data do falecimento (2005) dum dos maiores poetas contemporâneos de língua portuguesa. Estive atento aos telejornais das nossas apodrecidas estações de televisão. Nem uma palavra passada em rodapé.
O que apenas conta, nos nossos tempos, são as audiências, pois a partir daí eles facturam com a publicidade, valores que lhes proporcionam lucros fabulosos.

.
Passamos pelas coisas sem as ver,
gastos, como animais envelhecidos;
se alguém chama por nós não respondemos,
se alguém nos pede amor não estremecemos,
como frutos de sombra sem sabor,
vamos caíndo ao chão, apodrecidos.
Eugénio de Andrade
.

O gajo que escreveu isto é um génio!!!!!!!!! 5 *****!!!!!!!!!!!!

A SIC montou uma gigantesca campanha de promoção para a sua nova série/novela/monte de merda, que dá pelo nome de Rebelde Way.
Depois de anos a apanhar bonés, percebeu que a melhor maneira de combater a morangada da TVI era...imitar. É lógico. Era inevitável.
Depois de 20 minutos a ver a nova série (o que me provocou uma crise de cólicas da qual só um dia depois começo a recuperar) sinto-me preparado para uma análise.
Bora lá. A fórmula é a mesma nos dois canais. Aqui fica a receita:

1 - Pitas boas. Muitas, quanto mais descascadas melhor (as séries de verão são, naturalmente, as melhores, porque eles vão todos juntos para a praia).
2 - Gajos "estilosos". A coisa divide-se em dois: há aqueles que têm quase 30 anos mas fazem de adolescentes, e depois há os que são mesmo adolescentes. Estes últimos são aqueles que se levam a sério enquanto "actores".
O requisito essencial para qualquer gajo que entre nestas séries é ter um penteado ridículo.
3 - O Rebelde Way tem gajas do norte. Fazem de gajas daqui, mas aquele sotaque é fodido de perder. Fica ridículo, mas as gajas são boas.
4 - Nos Morangos, a palavra "pessoal" é dita 53 vezes por minuto, normalmente inserida nas frases "Eh pá, pessoal!", no início de cada conversa, ou então "Bora lá, pessoal", antes do início de qualquer actividade.
Agora vamos à bosta que a SIC acabou de parir, com pompa, circunstância, varejeiras e mau cheiro. Chama-se Rebelde Way. Cool, man!
O slogan dos Morangos era "Geração Rebelde", mas a inspiração deve ter vindo de outro lado, de certeza. O que me irrita na poia da SIC é que os gajos são todos betinhos (até os mânfios são todos giros e cool e com uma caracterização ridícula, como se fossem a um baile de máscaras vestidos de agarrados ou arrumadores de carros). Mas depois são bué rebeldes. São bué mauzões, man! A brincar com os seus iPhone, com as suas roupinhas fashion, grandes vidas, mas muita mauzões.
Se há algo que esta geração de morangada não pode ser, não tem direito a ser, é ser rebelde. Rebelde porquê, contra quê? Nunca houve em Portugal geração mais privilegiada do que a actual, à qual esses putos pertencem. Nunca qualquer puto teve tanta liberdade e tanta guita no bolso como esta malta. Nunca as pitas foram tão boas e tão disponíveis para foder com a turma inteira como agora. Nunca houve tamanha liberdade de mandar os pais à merda e exigir uma melhor mesada porque é altura dos saldos. Rebelde porquê? Em nome de quê?

É claro que isto são pormenores com os quais as novelas não se deparam, nem têm de o fazer. O objectivo é simples: para uma geração tão privilegiada como aquela que é retratada, há que criar uma rebeldia fictícia, porque não é cool ser dondoca aos 16 anos. Mas é o que todos eles são.

Há uns tempos vi, no Largo do Carmo, um bando de uns 15 putos e pitas, vestidos à "dread" com roupinha acabada de comprar na "Pepe Jeans".
Um dos putos que ia à frente, não devia ter mais de 16 anos, vem a falar à idiota como se fosse dono da rua, saca duma lata de tinta e escrevinha qualquer coisa de merda na parede. Todos se riram, todos adoraram, e ele foi, durante cinco minutos, o maior do bairro. Não fiz nada, mas devia ter-lhe partido a boca toda.
Todas as últimas gerações antes desta (incluindo a minha, a Geração Rasca, que se transformou na Geração Crise - bem nos foderam com esta merda) tiveram de furar, de lutar, de fazer algo. Havia uma alienação mais ou menos real, que depois se podia traduzir nalguma forma de rebeldia. Não era o 25 de Abril como os nossos pais. A nossa revolução é a dos recibos verdes e da consolidação orçamental. Mas esta morangada sente-se, devido à merda que a televisão lhes serve e aos paizinhos idiotas que (não) a educaram, que é dona do mundo. Quando já és dono do mundo, vais revoltar-te contra quem? E por que raio haverias de o fazer?!
E assim vamos nós. Com novelas de putos "rebeldes", feitas por "actores" cujo momento de glória é entrar numa boys band ou aparecer de cú ao léu na capa da FHM, ensinando a todos os outros putos que temos que ter cuidado com as drogas (mas todos os agarrados são limpinhos, assépticos, com os mesmos penteados ridículos), que a gravidez adolescente é má (mas todas as pitas querem foder à grande, porque são donas da sua própria vida e os pais não sabem nada, etc) e que, sobretudo, este mundo lhes deve alguma coisa.
Os tomates.A mim e aos meus, o mundo deve alguma coisa. Aos que foram atrás da merda do canudo para trabalhar num call center, aos que se matam a trabalhar e são forçados a ser adultos antes do tempo. Não a esta cambada de mentecaptos.
E depois estas séries vão retratando "problemas sociais da juventude", afagando a consciência de quem "escreve" aquela merda, enquanto ao mesmo tempo incentivam esta visão egocêntrica, egoísta e vácua desta geração acabadinha de sair do forno.
Talvez eu esteja a ficar velho e a soar como o meu pai. Lamento se não é cool. Mas esta merda enoja-me.»
Anónimo (senão ainda vou dentro)...
.(imagem do Google)

quinta-feira, 11 de junho de 2009

TEMPO INDÓMITO

.
Faz hoje 10 meses que me despedi de ti com um: "Até amanhã, mãe!"
Esse amanhã está mais perto do que o nosso instinto de sobrevivência nos faz acreditar.
Hoje publico e a ti dedico o último poeminha que te ofereci. Porque nem sempre tive a coragem de te dizer como te amava (embora soubesses) e quero agora dizer-te como sinto a tua falta.
Publicar na data do aniversário da despedida (11 de Agosto passado) não seria capaz.
.
.
sinto que nasci
tão longe
e faz tanto tempo
não lembro a alcofa
mas recordo a fome
que tu me escondias...
.
.
e só te reconheço
quando te olho a alma
onde se recolheu
toda aquela beleza
tão linda tu eras
por fora
tão linda que és
ainda agora
quando os olhos se fecham...
.
em Dia da Mãe
que saudades do pai
e do meu mano
no Céu com ele
os netos aumentam
o amor por ti
dou graças a Deus
por saber viveres
ao lado do mano
mais pequenino
não suportaria
visitar asilos...
.
.
embora já seco
o sangue dos teus pés
do "fardo" que fomos nós
que com amor carregaste
em terras tão áridas
perdoa se ainda
te calcamos a coluna
aguenta velhinha
precisamos de ti...
.
.

terça-feira, 9 de junho de 2009

EM CÂMARA LENTA (DESAFIO)

.
Escolher 5 (cinco) situações de vida para passar em câmara lenta...:
.
I
.
Sentados lado a lado na salinha escura do cinema, ela colocou a perna esquerda por cima da minha perna direita, encostando a cabecita frágil no meu ombro, enquanto carregava no colo, trémula, um baldezinho de plástico tamanho médio. Com a mão esquerda ia-me introduzindo na boca pedacinhos daquele milho doce e crocante. Do filme: "O Império dos Sentidos" soltavam-se gemidos contagiantes, provocando a queda súbita do balde e o tombar surdo das pipocas amareladas sobre os nossos regaços, espalhando-se por aquele chão inclinado na alcatifa cor de carne viva, em câmara lenta...
II
De regresso a casa o motorista do táxi fixou demoradamente o seu olhar esbugalhado naqueles dois seres que se completavam, enquanto se recostavam no assento num perpétuo baloiçar provocado pela irreglaridade do piso, das curvas, arranques e travagens bruscas, murmurando palavras incontidas de desejo insaciado, em câmara lenta...
III
Chegados a casa, um sofá cinquentão, exalando um odor a pele genuína e bem curtida, acolhe-nos, no apogeu de sensações intimas descontroladas, consequência das imagens retidas de algumas cenas do filme que foi proibido. Um sofá pesado que enrolou a alcatifa persa colorida, como querendo fugir daqueles movimentos bruscos que o montaram na calada da noite, em câmara lenta...
IV

A janela do quarto, semi-aberta, em noite estival, deixava penetrar as primeiras nesgas de sol, permitindo-nos ouvir o chilrear da passarada que, tal como nós, despertava para mais um dia de intenso procurar de alimento e de amor. Levei para aquela cama desfeita o tabuleiro com um pequeno-almoço nutritivo. As mãos tremiam e o bule com o leite derramou-se nos nossos corpos, deixando peganhentos os lençóis de cetim magenta, em câmara lenta...
.
V
.
Caímos exaustos no tapete branco de pêlo eriçado mas fofo, retomando a consciência ouvindo o apitar estridente da sirene da ambulância que nos transportava. O enfermeiro, de cara enorme e olhar distante e disforme, com alguma dificuldade espetava-me uma agulha nas costas da mão direita, agulha que me lembro ligada a um tubinho de silicone transparente, através do qual descia, a partir dum frasco de soro, gota a gota, o líquido que, decerto iria recebendo até chegar a uma enfermaria branca e com cheiro a éter. Recordo-me de, com a visão turva e sem sentir o peso semi-morto do meu corpo, lhe haver balbuciado em tom jocoso: - Por favor...injectem...nessa coisa...um suminho de gengibre...em câmara lenta...
.

sábado, 6 de junho de 2009

O DIA DA CRIANÇA ? É TODOS OS DIAS, SIM!

.
Não é meu hábito nem função publicar notícias veiculadas nos órgãos de comunicação social. Já exerci o jornalismo regional, porém, o blogue tem outros propósitos.
*
Não poderia, contudo, ficar indiferente, e assim transferi para um espaço de desabafos literários, nomeadamente poesia, uma notícia que dá conta dum acidente brutal que julgo enlutar a sensibilidade de todos os poetas.
*
"O meu destino há-de ser aquilo que eu quiser" ou "Nós colhemos aquilo que semeamos" são frases feitas que já tenho refutado e as quais me proporcionam neste momento mais um momento de reflexão. E faço-o, como sempre, em virtude de me considerar um estudioso não fanático - digo-o no Perfil do blogue - dos sinais com contornos de mistério com que a "Natureza" (chamemos-lhe assim) nos está permanentemente a surpreender. Porque não me acredito no Sobrenatural (tudo é natural) mas sim naquilo que a nossa mente ainda não está devidamente preparada para assimilar.
*
Atingiu já o número de trinta e um, as crianças mortas num trágico incêndio numa creche na cidade de Hermesillo, no estado de Sonora (México).
*
Neste momento não consigo transcrever, em poesia ou em prosa, a intensidade do sofrimento que me atingiu com esta notícia horrível. 
*
Acredito que os Espíritos dessas crianças estão bem, noutra  dimensão. A minha solidariedade vai directa para os seus familiares enlutados que, no apogeu da dor, por muito crentes que se digam ser, já atiraram contra o chão, com raiva e descrença, as fotografias dos seus ícones religiosos, perguntando a Deus porquê, apenas porque ainda não compreendem a razão pela qual "O nosso destino não é aquilo que nós queremos" ou que "Nós não colhemos aquilo que tão cuidadosamente semeámos".
É este um dos mistérios da Fé?
*

segunda-feira, 1 de junho de 2009

O MELHOR DO MUNDO SÃO AS CRIANÇAS

Pintura de Mary Cassatt
*
*
Dedico esta publicação à minha LUANA CATARINA, de 5 aninhos, à EMA (Düsseldorf-Alemanha), de 2 aninhos e à DANIELA (Carochinha), que tem a idade da minha netinha.
*
*
Grande é a Poesia, a Música e as Danças,
mas o melhor do Mundo são as crianças.
Fernando Pessoa
*
*
Entrou de rompante no meu quarto e com um decidido e severo ar de mulher adulta apontou-me o pequenito e frágil dedo indicador direito e ordenou-me:
- Filho, já fizeste os trabalhos da Escolinha? A tua mãe quer ver se estão bem feitinhos. Vá, depressa, mostra lá! Não estou a gostar nada disto, filho!
Entro imediatamente no jogo, fazendo um esforço para não me rir e contendo uma vontade ixexplicável de a agarrar e beijar repetidamente.
Era assim que a minha netinha Luana gostava de brincar com este avô que prefere que o tratem por Tó. Digo-o no pretérito porque há cerca de um ano que não a vejo. Falei com ela através do messenger há uns meses, não lembro sequer quantos.
O meu filho mais novo separou-se e permitiu que aquela doçura de menina ficasse entregue aos cuidados da mãe. Apenas sei que vivem a aproximadamente 120 km de mim.
A minha vivência com aquele pequenino ser foi fugaz, mas recordo-a com frequência. Que saudades da sensação mais maravilhosa do mundo que se traduz num tão singelo como sublime xi-coração duma criança; no deitar ao seu lado, observando a sua irrequietude até que adormeça, introduzindo uma ponta da fralda no ouvido e o dedinho polegar direito na boquinha, revirando os olhinhos, despertando de vez em quando para se certificar de que ainda ali estou junto dela e sentindo-me o seu Anjo da Guarda.
*

NOTA: Não coloquei fotografias das crianças nesta publicação pensando na sua protecção
*
Imagem cedida gentilmente por

Isabel Monteverde (Artista Maldito)

digital clock


Myspace Clocks, Digital Clocks at WishAFriend.com

LISTA COM ALGUMA MÚSICA PREFERIDA


MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

Pesquisar este blog

STATCOUNTER

ESTES PRÉMIOS/SELINHOS FORAM ELABORADOS PARA OFERECER A TODOS OS QUE FAZEM O FAVOR DE ME VISITAREM

ESTES PRÉMIOS/SELINHOS FORAM ELABORADOS PARA OFERECER A TODOS OS QUE FAZEM O FAVOR DE ME VISITAREM

OS PRÉMIOS/SELINHOS QUE TIVERAM A GENTILEZA DE ME OFERECEREM

OS PRÉMIOS/SELINHOS QUE TIVERAM A GENTILEZA DE ME OFERECEREM
ESTÃO A SER TRANSPORTADOS PARA O "TENTATIVAS II"

A NOSSA AMIGA ADRIANA MARQUES. LINDA!!!

DO BLOGUE DA SONIA SILVINO

Create your own banner at mybannermaker.com!

OBRIGADO E PARABÉNS MARINEIDE

PARABÉNS ODETE DAN

PARABÉNS ODETE DAN
MUITAS FELICIDADES

OBRIGADO MARINEIDE DAN RIBEIRO

OBRIGADO MARINEIDE DAN RIBEIRO
Oferta gentil de http://gregapoemas.blogspot.com

DA LINDA POETISA E AMIGA MARI AMORIM

DA LINDA POETISA E AMIGA MARI AMORIM
Muito obrigado, linda Mari

Minha lista de blogs

Quem sou eu

Minha foto
Já lá vai o tempo do "Currículo"... Espiritualista (estudioso, mas não fanático). Voluntariado