Total de visualizações de página

"O GUARDADOR DE REBANHOS" ALBERTO CAEIRO


(...)Pensar incomoda como andar à chuva
Quando o vento cresce e parece que chove mais.


(...)Amar é a eterna inocência,
E a única inocência é não pensar...

antoniopais1.blogspot.com

!-- Facebook Badge START -->Antonio Pais

HUMANA

HUMANA
ESCOLHI-TE COMO A IMAGEM DE TODAS AS PESSOAS QUE TÊM SIDO A RAZÃO DA MINHA NAVEGAÇÃO NA BLOGOSFERA

ANTÓNIO PAIS

A inocência de um escritor-menino...

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

CURIOSIDADE

Contos da Guerra Colonial podem ser encontrados através do meu Perfil
antoniopais1.blogspot.com

Quero agradecer, desde já, a solidariedade manifestada à nossa muito estimada e talentosa Isabel Lassuta Monteverde (Artista Maldito). Bem-hajam!


Toda(o)s me merecem o maior respeito e estima. É para vós, e por vós, que continuarei a escrever as minhas coisas simples mas que têm vindo a merecer os comentários mais bonitos e elogiosos, sobretudo durante uma fase muito triste pela qual estou a passar (a perda da minha saudosa mãe).
O blogue, ou melhor: as pessoas que me têm acompanhado ao longo dos últimos três meses contribuiram imenso para aliviar a minha intensa dor.


Muito obrigado!
O poema que hoje publico é dedicado a uma Mulher-Coragem que muito respeito e admiro
CURIOSIDADE

I
Curioso
sinto-me tentado
a espreitar pela janela
dos seus pensamentos
e estalam vidros no meu rosto
II
Curioso
sinto-me tentado
a espreitar pela fechadura
dos seus sentimentos
e espetam-se trancas nos meus olhos
III
Curioso
sinto-me tentado
a decifrar tão terno olhar
tão indefinido sorriso
e travam-se lutas no meu cérebro


IV
Curioso
não me sinto nada tentado
em sondar todas as outras
pois todas julgo entender
e nem sequer me preocupo...





54 comentários:

BC disse...

Está muito bonito António, seja para quem for ele destinado, isso não importa, o bonito são os sentimentos e a solidariedade das pessoas.

Quanto ao falecimento da sua avó, não sabia como deve compreender mas compreendo perfeitamente o que deve estar a sentir.
Perder um ente querido, ou uma pessoa que amamos é muito penoso.
Um beijinho, e a vida tem que seguir em frente!!!
Isabel

Pode contar com a minha mão se o precisar,estamos sempre a precisar uns dos outros.
A VIDA DÁ LUGAR À MORTE E A MORTE DÁ LUGAR A OUTRA VIDA, É UM CICLO.

Dauri Batisti disse...

As palavras que você escreve sejam para aliviar a sua dor, mas para reforçar ainda mais esta sensibilidade que torna possível versos tão cheios de carinho como estes.

Um abraço forte.

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Isabel
Quem faleceu foi a minha mãe. Acompanhei-a durante os últimos 2 anos dando-lhe às escondidas aquilo que lhe sabia bem e o meu irmão (médico naturista) lhe proibia. A doença era irreversível.
Já estou melhor, embora agora tenha de conviver com a saudade.
Beijinho para o bebé Gonçalo e para a Mariana.
Um abraço para o esposo.
Beijo com ternura deste seu amigo que a admira muito.
António

Tentativas Poemáticas disse...

Amigo dauri
Já estive no seu blogue.
Muito obrigado pela visita e pelo teor do comentário.
Um grande abraço.
António

Artista Maldito disse...

Meu Belo António

É belo o seu poema, belo como o seu nome e a pessoa que se chama António Pais. Esta é a sua identidade: beleza de alma, sensível, inteligente e sagaz.

É um HOMEM com letras grandes, por tal a sua Mãe está orgulhosa de si, assim como o seu Pai, merecedores de terem trazido ao mundo um filho bom e simples de coração, mas não simples nos poemas. Escreve com fidelidade ao estado do seu espírito, faz emocionar as pessoas, é capaz de as transportar ao centro de si mesmas.
Também sabe como arrancar-lhes um sorriso, tem um sentido de humor excepcional, cheio de ternura.

Beijinhos carinhosos
Sua Isabel(anca)

Verdinha disse...

A tua curiosidade tornou-se bela em palavras !
Só te conheço há pouco tempo e não te apoiei na altura do falecimento da tua Mãe mas acho que fizeste muito bem em mimá-la no fim da sua vida contra a vontade do teu mano naturista.
Ainda bem que te sentes melhor !Acho (porque tive a sorte de nunca viver a perda de um ser amado mas um dia vou ter que vivê-la, não me iludo) que a saudade fica mas a dor da perda vai atenuando com o tempo.
Beijinhos verdinhos

Tentativas Poemáticas disse...

Isabel (Artista Maldito)
Eu não mereço tantos miminhos. Nem sei o que hei-de escrever! O melhor é não dizer nada. A Isabel já me vai conhecendo para saber que o meu silêncio diz mais do que mil palavras.
Muito obrigado.
BACCI
António

Tentativas Poemáticas disse...

verdinha
Que palavras amorosas. Estou comovido por isso não consigo escrever nada. Repito o que disse à Isabel: "o meu silêncio, neste momento, vale mais do que mil palavras".
Muito obrigado.
Beijinho com ternura.
António

EternaApaixonada disse...

*****

António,

por mais que nos preparemos, é difícil aceitar perdas de nossas pessoas queridas. Somente com muita fé em Deus e amor aos que ficaram, para conseguir amenizar a dor. O bom é que as lembranças boas nunca se apagam...
Fica bem, meu amigo!
Tenha uma sexta feira de muita paz e tranquilidade.
Beijos no coração,
Helô

*****

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Eterna Apaixonada
Estava com muita dificuldade em entrar nos seus comentários. Mas consegui. Quando aqui cheguei, então percebi, era a sua presença no meu blogue que me mantinha lá, aprisionado naquela jaula.
Beijo no coração, também.
António

ematejoca disse...

Quando a mae morre, morre uma parte de nós. Nunca voltamos a ser os mesmos.

"Beauty is an important part of our lives. Ugliness too. It is no surprise then that philosophers since antiquity have been interested in our experiences of and judgments about beauty and ugliness. They have tried to understand the nature of these experiences and judgments, and they have also wanted to know whether these experiences and judgments were legitimate. Both these projects took a sharpened form in the twentieth century, when this part of our lives came under a sustained attack in both European and American intellectual circles. Much of the discourse about beauty since the Eighteenth century had deployed a notion of the ‘aesthetic’, and so that notion in particular came in for criticism. This disdain for the aesthetic may have roots in a broader cultural Puritanism, which fears the connection between the aesthetic and pleasure. Even to suggest, in the recent climate, that an artwork might be good because it is pleasurable, as opposed to cognitively, morally or politically beneficial, is to court derision. The twentieth century has not been kind to the notions of beauty or the aesthetic. Nevertheless, some thinkers — philosophers, as well as others in the study of particular arts — have persisted in thinking about beauty and the aesthetic in a traditional way. In the first part of this essay, I look at the particular rich account of judgments of beauty given to us by Immanuel Kant. The notion of a ‘judgment of taste’ is central to Kant's account and also to virtually everyone working in traditional aesthetics; so I begin by examining Kant's characterisation of the judgment of taste. In the second part, I look at the issues that twentieth century thinkers have raised. I end by drawing on Kant's accout of the judgement of taste to consider whether the notion of the aesthetic is viable."

Nao sei quem escreveu este artigo.
Mas é parte da minha resposta ao seu comentário no "artista maldito", referente à BELEZA!

Poesias e Canções disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Poesias e Canções disse...

Curiosidade é quase amor...

Isto lembrou-me um poema que lí quando criança de Cecília Meirelles que falava a respeito de simpatia e que no final se definia :"simpatia é quase amor"

quando se ama se quer saber;conhecer;esquadrinhar;esmiuçar;quer estar perto ;saber o que se pensa e pensa a "portas fechadas"
desvendar o segredo e deseja-se ser o primeiro a saber o que se passa ...
Não o que todos sabem ,mas só o que o outro sabe a respeito de si...
Meu desejo é que sua "curiosidade" cresça cada vez mais ;a ponto de dizer o mesmo que o outro pensa como se fôsse telepático;como se olhasse em seu próprio espelho;ou ouvisse através das paredes(mas não como sendo indelicado ou sem educação);mas como se elas não houvessem barreiras para ser compreendido e compreender;sem que precise machucar-se com os vidros estilhaçados;
com carinho e ternura; Adriana

Ah!Quanto ao comentário excluído foi meu mais uma vez;é que achei que poderia expressar-me um pouco melhor!Desculpe-me!

quanto ao comentário que fizeste em meu blog está guardado;ainda não o publiquei porque trocaste meu nome por outro;e eu prefiro o meu!(rs)ou o anonimato!(rs)não digo isto por estar aborrecida,sei que conhece muitas pessoas!!!Adoraria publicá-lo!Se puder fazer a gentileza de chamar-me pelo meu nome ou por apenas:Poesias e Canções como sempre me apresentei!
Um beijinho;
não se assuste!Esta sou eu!

Poesias e Canções disse...

Acabo de cometer um pecado!
A poesia é de Casemiro de Abreu(rsrs)
Que é - simpatia

Simpatia - é o sentimento
Que nasce num só momento,
Sincero, no coração;
São dois olhares acesos
Bem juntos, unidos, presos
Numa mágica atração.


Simpatia - são dois galhos
Banhados de bons orvalhos
Nas mangueiras do jardim;
Bem longe às vezes nascidos,
Mas que se juntam crescidos
E que se abraçam por fim.


São duas almas bem gêmeas
Que riem no mesmo riso,
Que choram nos mesmos ais;
São vozes de dois amantes,
Duas liras semelhantes,
Ou dois poemas iguais.


Simpatia - meu anjinho,
É o canto de passarinho,
É o doce aroma da flor;
São nuvens dum céu d'agosto
É o que m'inspira teu rosto...
- Simpatia - é quase amor!

Casimiro de Abreu
essa foi a primeira poesia que conheci ,ainda criança e que jamais esqueci!

Marta Vasil disse...

Curiosa forma poética de "sentir" a alma da mulher como... como... ou como...

Excelente

Um abraço

MV

EternaApaixonada disse...

*****

Um mimo para esta noite:

O AMOR

É difícil para os indecisos.
É assustador para os medrosos.
Avassalador para os apaixonados!
Mas, os vencedores no amor
são os fortes.
Os que sabem o que querem
e querem o que têm!
Sonhar um sonho a dois,
e nunca desistir da busca de ser feliz,
é para poucos!!!

© Cecília Meireles

Tenha uma linda noite! Doces sonhos!
Beijos

Helô

*****

SANDRA RIBEIRO disse...

OLA ANTÓNIO...

╱◥◣ ╱◥█◣
︱田︱田︱︱田︱田︱ ★.★ * ★..
.*★ *. *..*.★ * ★..
.*★  *. *   Abra a janela do seu...
    coração e deixe entrar por ela tudo
   ♥..♥   de mais lindo como...
    ♥..♥ AMOR
    ♥..♥
       ♥..♥ PAZ
       ♥..♥
    ♥..♥
♥..♥
  ♥..♥ AMIZADE
   ♥..♥   enfim tudo que venha tornar
   vc extremamente feliz!!!!
Pois Deus te deu a vida e sua vida
tem que ser vivida sempre com toda...
♥..♥
  ♥..♥ FELICIDADE......................
BEIJOS
BOM FIM DE SEMANA
E DEIXO OS MEUS SINCEROS SENTIMENTOS EU PERDI A MINHA AINDA MUITO NOVINHA TINHA APENAS 4 ANOS INFELISMENTE NÃO SEI O QUE É TER MÃE MAS A VIDA É ASSIM MESMO FIQUE BEM...

Tentativas Poemáticas disse...

ematejoca
Wilkommen.
Muito obrigado pelo amável comentário.
Desejo-lhe um bom fim-de-semana.
Beijinho com ternura.
António

Tentativas Poemáticas disse...

poesias e canções
Perdoe-me o erro.
Muito obrigado pelo carinho contido em todos os seus comentários.
Bom fim-de-semana.
Beijo com ternura.
António

Tentativas Poemáticas disse...

marta vasil
Muito obrigado pela classificação que me deu: "Excelente". É uma querida.
Bom fim-de-semana.
Beijinhos com ternura.
António

Tentativas Poemáticas disse...

Linda e eterna apaixonada
Obrigado pelo miminho que quero retribuir.
Beijinho no coração.
António

Tentativas Poemáticas disse...

Olá doce sandra ribeiro
Adoro os trabalhos que consegue fazer com o computador. Dão um aspecto diferente e lindo ao comentário. Mulher talentosa.
Obrigado pelas palavras tão carinhosas. A Sandra e familiares também merecem tudo do melhor.
Beijinho com muita, muita ternura.
António

Poesias e Canções disse...

Obrigada!

Verdinha disse...

Caro "Antoine",

As minhas portas nunca estão fechadas à chave - é mesmo verdade, em casa, é assim e até a porta da gargem já ficou, por engano, claro, aberta com a luz acesa durante uma noite inteira e não vivo no campo... - por isso podes levar todas a fotografias/imagens que quiseres, a maior parte são tiradas na internet e as minhas pessoais também não estão bloqueadas. Não tenho moderação de comentário nem verificação de palavras (que retirei por causa de uma amiga que tinha dificuldade a ver as letras). Não tenho o meu blog nas listas da BLOGGER, assim só entram no meu cantinho através dos blogs que já me visitam e me conhecem. Como eu disse num meu post DESABAFO, não ando a procura de ganhar um concurso de Nº de comentários e os comentários que recebo me enchem sempre o coração !
Liberdade e intercâmbió fazem parte do meu blog, por isso : serva-te daquilo que quiseres !
Beijinhos verdinhos

Helena Rezende disse...

Bom dia, Antonio!
Que lindo seu blog. Adorei!
Amo poesias, e a sua sensibilidade é espetacular.
Quanto à morte de sua querida mãe, solidarizo-me com você, pois também separei-me da minha, ainda jovem...mas estamos aí, ela sempre presente, quero crer.
Mãe é um pedaço de nós, ou não seríamos nós, um pedaço dela?
Concordo com alguém que disse que depois que nossa mãe se vai, nossa vida jamais será a mesma...abre um espaço em nossas vidas, que jamais será preenchido.
Os natais não são mais os mesmos e os dias perdem um pouco da beleza.
Mas como sou espiritualista, creio sempre que ela me beija nos meus sonhos.
Um grande abraço, Helena Rezende

Artista Maldito disse...

Olá Antonioni

Passo por aqui para lhe deixar um gelado, não da Olá, mas um com muitos sabores e muito chantilly.

Bacci
Isabel

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Amigo que só escreve coisas bonitas,
fiz postagem hj, domingo, sobre um filme bem atual e gostaria que você fosse ao meu Blog e me desse a sua opinião.
Um abraço,
Renata

Pelos caminhos da vida. disse...

Obrigado pela sua visita.

beijooo.

Rosangela Neri disse...

Curiosa venho de novo bisbilhotar...
Belo poema!
Belas palavras!
E obrigada pela visitinha que tanto me agradou!
Muitos beijinhos pra você.

Ana Maria disse...

Boa noite amigo. Meus pêsames.
Também está fazendo 3 meses que perdi minha irmã. Tinha apenas 40 anos, de 7 irmãos, ela era a caçula. Foi um susto ! Até hoje está difícil de acreditar.
Pode contar comigo.
Nas minhas orações sempre pedirei por você. Que Deus ajude confortando-o.
Beijinhos!

Humana disse...

Olá António,
achei o poema maravihoso!
Não posso dizer o que é a dor de perda de uma mãe mas posso dizer que nem consigo pensar que me deixará um dia.Os meus sentimentos.
Um beijinho.

PS.Quanto ao meu blog, ainda bem que não foi lá só neste dia já que não gostou desta minha faceta de tagarela.Lol.Beijos

Verdinha disse...

Caro António,
respondi ao teu comentário no meu blog.Ãgora não tenho mais tempo porque vou cantar em Paço de Arcos !
Beijinhos verdinhos

Vieira Calado disse...

Passei para cumprimentar e desejar bom resto de Domingo.

direitinho disse...

Olá Amigo
Não há palavras que reconfortem na partida de alguem querido.
Como tambem já perdi os meus só lhe posso dizer que o melhor é guardar as imagens boas que sempre nos transmitiram e deixar que as suas almas voem no Infinito.
A sua escrita e os seus poemas são muito bons e para os saborear bem só posso ler um de cada vez e ficar com essas gotas de precioso saber dizer, saber partilhar, saber dar..........por muito tempo no meu interior.
Parece que cada curioso dava «versos» muitos vidros no rosto e lascas de madeira espetadas por todo o corpo

Verdinha disse...

Foi tão amável da tua parte oferecer-me este poema. O meu muito OBRIGADO ! Com este talento, ninguém pude recusar-te a admissão ao curso, não foi ?
Que linda "revelação" !
Muitos Beijinhos verdinhos

p.s. Desculpa-me por te tratar por tu mas é um hábito que adquiri na internet...

ematejoca disse...

Tenho andado pelos seus outros blogues, mas estao todos fechados. Li alguns dos postes antigos.
Fiquei impressionada com o desastre e a morte do reformado, e como um rapaz de vinte anos pode viver depois do que aconteceu.

Volte a escrever lá, António!

EternaApaixonada disse...

*****
Obrigada e tambem desejo uma semana muito feliz!
Beijos da amiga do lado da cá do mar

*****

Dani disse...

Oi António! Lindo esse poema de hoje! Parabéns! Obrigada pela visita e sinta-se sempre bem vindo no meu cantinho!
Beijosssssss

SÓ EU disse...

Gostaria que você fosse hoje ao meu blog.
Beijos,
Lu

Betty Branco Martins disse...

.querido António



______sentidos pêsames. é uma perda sem palavras


______eu tenho andado cheia de trabalho_____por isso a minha ausência



.meu amigo deixo-te_____um grande abraço____com muito carinho

Carmen disse...

Olá António,

Lamento a perda da sua mãe. É daquelas situações que por mais que saibamos que vão acontecer, nunca estamos preparados. Mas a vida é assim. Um ciclo. O importante é ficar com a consciência que deu sempre o seu melhor. Entretanto, eu vou rezando para que Deus me vá mantendo afastada dessa dor.
Não tenho muito jeito para escrever por isso limito-me a escrever de uma forma muito simples aquilo que sinto. Talvez por isso admire ainda mais essa sua capacidade de se exprimir de uma forma tão bonita.
Fico feliz se, de alguma forma, consegui tornar este momento dificil que tem vivido um pouco menos pesado.

Tudo de bom,
Carmen

(Obrigada pelo comentário no meu blog. Já respondi.)

Helena Rezende disse...

Obrigada pela visita!

Aqui no Brasil também o a denominação espírita se confunde ou confundem-se, com outros tipos de esoterismo religioso.
Sou uma estudiosa de Kardec e recebo provas da existência da outra existência.
Um abraço

Nádia Pinto disse...

Olá António, tudo bem?
O preço da moldura em estanho é 20€ e em relação às coisinhas de bebé espero conseguir publicar para a semana, ou daqui a duas.. ainda tenho outras encomendas para acabar.
Beijinhos
Nádia

Deusa Odoyá disse...

Olá meu amigo Antônio!
Muito bonito seu blog, adorei!
Voltarei sempre aqui, será minha rotina.
Belos poemas e belas palavras.
Meus sinceros sentimentos, pela perda de sua mãe.
Olhe amigo, você a perdeu, mas um Deus divino a recolheu.
Hoje ela mora entre seus anjos

de onde estiver continuará lhe mandando muitas luzes de paz, força e fé.
A dor é muita, eu sei, mas podes ter certeza que seu mundo é bem amis iluminado.

Beijinhos e voltarei sempre.

Te aguardo em meu cantinho.

Sua nova amiga, do lado de cá.
Regina Coeli.

Cristina disse...

Olá António,

Belo poema, gosto de te ler amigo.

A perda é sempre algo difícil de superar... Fica com o meu abraço carinhoso.

Beijo

Priscila de Oliveira disse...

Amigo Antônio, obrigada pela sua participação no meu blog, que o Senhor Jesus te abençõe constantemente. ñ entendi quando me pediu meu blogspot rrsrsrs, me explica melhor?
Bjos
Priscila de Oliveira

Poesias e Canções disse...

cá estou eu a procura de novos textos...
Perdoe-me ...mas acho que acostumei-me mal!
Sempre achando que os outros tem sempre algo a dizer...e acho mesmo que tem ...mas quantas vezes nos calamos para comunicar ?não que não goste de silêncio...convivi e ainda convivo com ele...mas aqui descobri meu silêncio ouvido em minhas linhas ou nas linhas de outros;
vou ficar por aqui ;prá não escrever um enorme texto ...para não cansá-lo com minhas palavras ou fazê-lo mais silencioso ao pensar(rsrs)
Um abraço e uma semana abençoada prá ti e todos os seus!

BC disse...

Como não existe texto novo, passo para desejar uma boa semana amigo António.
Cheguei ontem do meu Alentejo que estava mravilhoso, temperatura, cheiros.
Aqueles cheiros que me dizem tanto e que me inspiram a toda a hora
Um beijo
Isabel

Meus Netos...Minha Fortuna!!! disse...

Olá meu amigo António
Venho agradecer-lhe a sua visitinha pedir-lhe desculpa não ser tão assídua no seu blog, mas ser vóvó é "fogo", mas eu adoro sê-lo e exerce-lo como tal!

Por isso o tempo por vezes não chega!
Desculpe também só me referir "ás minhas amigas" não é por mal, é que o António é o único homem que me visita, e que eu aprecio muito.
Sinta-se no meio das "minhas queridas amigas" olhe que fica bem protegido...

Beijinhos com muito carinho e amizade
Vóvó Cassilda

Artista Maldito disse...

Boa-noite António

Venho desejar-lhe um bom início de semana, desta vez deixo-lhe, em vez do gelado, Yellow Brick Road de Elton John, foi o melhor que pude arranjar.

Bacci
Isabel

mundo azul disse...

O poema é muito bonito e criativo!

Sinto pelo momento difícil que passou...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

SANDRA RIBEIRO disse...

ola antonio
passei para desejar uma optima semaninha
beijos

Coisas de Mulher disse...

Perder um ente querido é muito doloroso, no seu lugar também teria feito o que mais lhe agradasse, mesmo às escondidas.
É a eterna questão da qualidade de vida que se deve ou não dar às pessoas enfermas. Como recusar os poucos prazeres, no pouco tempo de vida que lhes resta? Fez bem. A si e à sua querida mãe, que agora estará a olhar também por si.
O António é uma pessoa muito humana e sensível, como poucos, é por isso que tanto o estimamos e lhe queremos bem.
É uma grande honra tê-lo como amigo!
Beijinho com muito carinho :))

Coisas de Mulher disse...

Esqueci-me de dizer:
Esse poema é lindíssimo.
E melancólico.
Uma combinação que faz dele dos melhores que já li seus.
Parabéns por estas verdadeiras obras poéticas :))

digital clock


Myspace Clocks, Digital Clocks at WishAFriend.com

LISTA COM ALGUMA MÚSICA PREFERIDA


MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

Pesquisar este blog

Carregando...

STATCOUNTER

ESTES PRÉMIOS/SELINHOS FORAM ELABORADOS PARA OFERECER A TODOS OS QUE FAZEM O FAVOR DE ME VISITAREM

ESTES PRÉMIOS/SELINHOS FORAM ELABORADOS PARA OFERECER A TODOS OS QUE FAZEM O FAVOR DE ME VISITAREM

OS PRÉMIOS/SELINHOS QUE TIVERAM A GENTILEZA DE ME OFERECEREM

OS PRÉMIOS/SELINHOS QUE TIVERAM A GENTILEZA DE ME OFERECEREM
ESTÃO A SER TRANSPORTADOS PARA O "TENTATIVAS II"

A NOSSA AMIGA ADRIANA MARQUES. LINDA!!!

DO BLOGUE DA SONIA SILVINO

Create your own banner at mybannermaker.com!

OBRIGADO E PARABÉNS MARINEIDE

PARABÉNS ODETE DAN

PARABÉNS ODETE DAN
MUITAS FELICIDADES

OBRIGADO MARINEIDE DAN RIBEIRO

OBRIGADO MARINEIDE DAN RIBEIRO
Oferta gentil de http://gregapoemas.blogspot.com

DA LINDA POETISA E AMIGA MARI AMORIM

DA LINDA POETISA E AMIGA MARI AMORIM
Muito obrigado, linda Mari

Minha lista de blogs

Quem sou eu

Minha foto
Já lá vai o tempo do "Currículo"... Espiritualista (estudioso, mas não fanático). Voluntariado